Nossa democracia não é participativa de fato. É uma democracia por procedimento e representativa, em que candidatos não cumprem a agenda de quem estão representado assim que são eleitos.

Parabéns ao Ivan Canan pela brilhante e necessária entrevista com o professor Lúcio Lord.

A democracia que vivemos é por procedimento. As pessoas são chamadas a legitimar um processo. Então elas vão depositar o voto, discutindo sempre o que a maioria está escolhendo. Mas a maioria escolher, não significa, de modo algum, que você tem a democracia. Porque a escolha da maioria pode ser, por outro lado, a opressão sobre as minorias. E uma opressão sobre as minorias é justamente o oposto sobre de uma democracia. Então você pode ter procedimentos participativos, limitados como as eleições, e de fato o que está por trás seja um atentado à democracia participativa.