A mentira de Bolsonaro sobre o Mais Médicos

Excelente texto postado no Twitter pelo médico Thiago Silva

“Quer saber como @jairbolsonaro mente e manipula pra enganar você sobre o Mais Médicos?

1- Salário dos Médicos

A – Cuba faz cooperação com 66 países em todo o Globo, inclusive europeus. Sabe como isso começou? Com a brigada Henry Reeve criada em 2005 …
.. como forma de ajuda humanitária pra atender as vítimas do Furacão Katrina nos EUA. Fidel chamou centenas de médicos e pediu que se organizasse a brigada.EUA negaram a ajuda. A brigada permaneceu mobilizada pois em pouco tempo haveria a crise em Angola e terremoto no Paquistão
Na maioria dos países que faz parceria, Cuba envia médicos e medicamentos DE GRAÇA, sem cobrar dos países. Isso aconteceu em Angola, no Nepal, Haiti, Congo, e tantos outros países pobres do Mundo. Quem arcava com os custos? O próprio governo cubano

B – E como o governo Cubano fazia, já que é vítima de um Bloqueio Econômico há décadas, uma ilha pequena do Caribe que não consegue nem produzir a própria energia, pelas características de seu território?
Alguns países começaram a oferecer trocas pela Força de Médicos.
A Venezuela ofereceu petróleo. Alguns países europeus começaram a pagar mesmo diretamente pro governo Cubano. E essa parceria virou uma fonte de renda pra Ilha, com impacto em suas contas públicas, dado o volume de médicos atuando no mundo todo.

C- E como funciona o pagamento?
Cuba abre edital via uma empresa Estatal para contratar os médicos. Eles podem se oferecer Ou não. As condições salariais e os países são conhecidos PREVIAMENTE por todos ANTES de assinarem contrato. Contrato. Conhecem? Pois é.
A maior parte do “salário” pago fica com o governo Cubano? Sim e não.
Sim porque se você pegar o total de recurso destinado ao programa e dividir pelo número de médicos vai ser menor. Mas NÃO porque não são os governos CONTRATANTES os responsáveis pelo salário dos Cubanos
Quem é responsável pelo salário dos Cubanos é…. a Estatal com a qual eles assinaram contrato! Simples! Ela é responsável por lesão corporal, por invalidez , por seguro, por assistência a família em caso de morte, etc . Cubanos morreram aqui. Sabe o que fez o governo brasileiro?
Nada. Pois é. Quem cuida das familias e repassa dinheiro para famílias é a estatal.
Além disso, o “diferença salarial” não vai pra financiar outra coisa que não a Saúde e Educação de todo povo cubano. Detalhe, eles tem isso DE QUALIDADE e de GRAÇA pra todos lá viu?
Ou seja
O “salário” dos médicos fora de Cuba (quando estão em países que pagam, que não são a maioria) sustenta os direitos sociais de todos os moradores da ilha. É uma fonte de renda pro povo. Impacta o PIB. Como vender nióbio a preço de banana pra canadense, saca?
Sabe quantos médicos Cubanos saíram do programa revoltados com o que é feito com o salário? Um total de …. 1! Isso mesmo. Uma cubana que foi comprada e sustentada pela AMB numa época pra criar uma campanha vergonhosa contra o mais médicos.
Houveram algumas deserções, como sempre há, já que tem médicos cubanos que acham que vão enriquecer de medicina nos EUA. Claro que tem. Em todo canto do mundo tem gente que não de importa em pensar no próprio umbigo. Mas foram uma minoria irrisória.

2- Revalidação de diplomas

Essa é uma piada. Cuba manda médicos pra 66 países, sabe o único que teve gente cobrando isso? Pois é, o Brasil. Ainda tem o disparate de dizer que eles não dão médicos, quando tem norte-americano pegando lancha e indo pra Cuba se tratar.
Mesmo assim, por conta dessa pressão, os Cubanos foram avaliados quando chegaram aqui, com a aprovação da lei. Avaliados pela fluência no Português e questões de Medicina. Foram avaliados por Professores e Preceptores de medicina brasileiros, a maioria de Universidades federais
É claro que teve gente reprovada. É claro que vieram no meio dos 14 mil médicos ruins, medianos, bons e excelentes. Mas você acha que entre 14 mil brasileiros viriam apenas médicos bons? Anham. Sou Chefe de um pronto socorro do SUS onde só tem brasileiro, e vejo isso todo dia …

3 – Impacto.

700 municípios brasileiros não tinham uma ALMA DE LENÇOL BRANCO nem pra confundir com Médicos. Os números do mais Médicos são ACACHAPANTES. 63 milhões de pessoas cobertas. 4 mil municípios
Hoje em mais de 1500 municípios só tem Cubano.
Lembram disso aqui?


Pois é. O escândalo das digitais de ponto, em que médicos falsificavam a entrada nos serviços de Saúde.
Muitos pequenos municípios no interior vão voltar a depender deste tipo de colega, infelizmente.

Parabéns aos envolvidos”

#Maismédicos

“Mimimi” e o preconceito

Já notaram que “mimimi” virou sinônimo pra várias coisas?

Racismo: mimimi
Machismo: mimimi
Homofobia: mimimi
Violência: mimimi
É golpe: mimimi

Mimimi é a nova forma de dizer que você não se importa com questões que atingem as minorias, porque você faz parte da maioria. Mimimi é o eufemismo para você dizer que é racista, machista, homofóbico, preconceituoso e ignorante.

A culpa de Paulo Freire

“Paulo Freire acabou com o nosso ensino”

Engraçado; ele não acabou com o da:

Austria – Instituto Paulo Freire
http://www.pfz.at/

Alemanha – Paulo Freire Kooperation, Oldenburg
http://www.freire.de/

Finlândia – Paulo Freire Center
http://www.kriittisetpedagogit.fi/

Holanda – Centro Paulo Freire, Vrije Universiteit Amsterdam
https://www.vu.nl/en/about-vu-amsterdam/faculties-and-institutes/cpf/index.aspx

Portugal – Instituto Paulo Freire
http://www.ipfp.pt

África do Sul – Paulo Freire Project, University of KwaZulu
http://cae.ukzn.ac.za/PauloFreireProject.aspx

Inglaterra – Freire Institute, University of Central Lancashire
http://www.freire.org/

Estados Unidos – Paulo Freire Democratic Project, Chapman University
https://www.chapman.edu/ces/research/centers-and-partnerships/paulo-freire/index.aspx

Canada – The Freire Project
http://www.freireproject.org/

Mas aqui no Brasil, onde tem escola sem água, sem internet, sem carteira, merenda precária, 20% dos professores só tem ensino médio, o salário inicial é 1/4 do salário de um médico ou engenheiro e o Alexandre Frota se reune com o ministro da educação…

… a culpa é do Paulo Freire.

Fonte: Mauricio de Mattos Salgado

Providências para minimizar os riscos em pesquisas

Recentemente eu tive um projeto de pesquisa aprovado e eu já sabia que teria que submetê-lo ao Comitê de Ética. Isso é necessário para toda pesquisa que lide com seres humanos. Apresar de ter encontrado um bom manual sobre a utilização da Plataforma Brasil, eu ainda estava com dúvidas sobre a tipificação de riscos. Felizmente o Comitê de Ética do IFSC produziu um tabela muito boa, que compartilho aqui.

Métodos de coleta de dados Riscos / Danos possíveis
Estudos com aplicação de questionários e entrevistas Invasão de privacidade;

Responder a questões sensíveis, tais como atos ilegais, violência, sexualidade;

Revitimizar e perder o autocontrole e a integridade ao revelar pensamentos e sentimentos nunca revelados;

Discriminação e estigmatização a partir do conteúdo revelado;

Divulgação de dados confidenciais (registrados no TCLE).

Tomar o tempo do sujeito ao responder ao questionário/entrevista.

Considerar riscos relacionados à divulgação de imagem, quando houver filmagens ou registros fotográficos.

Estudos de Rastreabilidade (screenings) / operacionais Identificar dados de alterações genéticas e ou condições de saúde sem tratamento definido –
angústia;Conflito de interesses x obrigatoriedade de divulgação às autoridades sanitárias de informações
sobre a saúde da população;Invasão de privacidade;Divulgação de dados confidenciais
Estudos com Dados Secundários Estigmatização – divulgação de informações quando houver acesso aos dados de identificação;

Invasão de privacidade;

Divulgação de dados confidenciais.

Risco a segurança dos prontuários.

Estudos com Observação
Participante/Grupo Focal
Estigmatização – divulgação de informações.

Invasão de privacidade.

Divulgação de dados confidenciais.

Interferência na vida e na rotina dos sujeitos.

Embaraço de interagir com estranhos, medo de repercussões eventuais.

Considerar riscos relacionados a divulgação de imagem, quando houver filmagens ou registros
fotográficos.

Ensaios clínicos/vacinas/ novos
medicamentos/novos procedimentos
Riscos físicos (efeitos colaterais, toxicidade, exposição acentuada a situações de desconforto
como exames invasivos, morte).Estigmatização – divulgação de informações.

Invasão de privacidade.

Divulgação de dados confidenciais.

Interferência na vida e na rotina dos sujeitos.

Conflito de interesse patrocinador x pesquisa x participante da pesquisa.

Duplo padrão.

Coerção para participar da pesquisa.

Estudos com Material biológico Uso da amostra para novas pesquisas sem a autorização do sujeito;

Estigmatização a partir da divulgação dos resultados;

Descarte inadequado do material (deve seguir as normas da ANVISA e ser informado no TCLE);

Invasão de privacidade.

Divulgação de dados confidenciais.

Exemplos de Medidas, providências e cautelas que podem ser adotas frente aos riscos / danos.

  • Garantir o acesso aos resultados individuais e coletivos.
  • Minimizar desconfortos, garantindo local reservado e liberdade para não responder questões constrangedoras.
  • Garantir que os pesquisadores sejam habilitados ao método de coleta dos dados (muito importante para grupo focal e entrevista).
  • Estar atento aos sinais verbais e não verbais de desconforto.
  • Limitar o acesso aos prontuários apenas pelo tempo, quantidade e qualidade das informações específicas para a pesquisa.
  • Garantir a não violação e a integridade dos documentos (danos físicos, cópias, rasuras).
  • Assegurar a confidencialidade e a privacidade, a proteção da imagem e a não estigmatização, garantindo a não utilização das informações em prejuízo das pessoas e/ou das comunidades, inclusive em termos de auto-estima, de
    prestígio e/ou econômico – financeiro.
  • Evitar o uso de placebo.
  • O patrocinador e a instituição devem assumir a responsabilidade de dar assistência integral às complicações e danos decorrentes dos riscos previstos.
  • Não permitir duplo padrão.
  • Garantir o acesso da população do estudo a nova tecnologia/ medicamento/ ou terapêutica que está sendo testada.
  • Garantir que o estudo será suspenso imediatamente ao perceber algum risco ou dano à saúde do sujeito participante da pesquisa, consequente à mesma, não previsto no termo de consentimento.
  • Garantir que tão logo constatada a superioridade de um método em estudo sobre outro, o projeto deverá ser suspenso, oferecendo-se a todos os sujeitos os benefícios do melhor regime.
  • Garantir que os sujeitos da pesquisa que vierem a sofrer qualquer tipo de dano previsto ou não no termo de consentimento e resultante de sua participação, além do direito à assistência integral, têm direito à indenização.
  • Garantir a divulgação pública dos resultados, a menos que se trate de caso de obtenção de patenteamento; neste caso, os resultados devem se tornar públicos, tão logo se encerre a etapa de patenteamento.
  • Garantir que sempre serão respeitados os valores culturais, sociais, morais, religiosos e éticos, bem como os hábitos e costumes quando as pesquisas envolverem comunidades.
  • Garantir que as pesquisas em comunidades, sempre que possível, traduzir-se-ão em benefícios cujos efeitos continuem a se fazer sentir após sua conclusão.
  • Assegurar a inexistência de conflito de interesses entre o pesquisador e os sujeitos da pesquisa ou patrocinador do projeto.
  • Assumir o compromisso de comunicar às autoridades sanitárias os resultados da pesquisa, sempre que os mesmos puderem contribuir para a melhoria das condições de saúde da coletividade, preservando, porém, a imagem e
    assegurando que os sujeitos da pesquisa não sejam estigmatizados ou percam a autoestima.
  • Garantir que o material biológico e os dados obtidos na pesquisa serão utilizados exclusivamente para a finalidade prevista no seu protocolo e conforme acordado no TCLE.

Moro e a parte que lhe cabe no golpe

O texto não é meu. Recebi em um grupo intitulado Resistência Democrática, mas concordo com cada linha.

Quando a Dilma nomeou o Lula ministro, em 2015, o juiz Sérgio Moro soltou uma gravação na qual Dilma dizia que estava mandando o papel de nomeação pro Lula. A sociedade reagiu com ódio. O STF barrou a nomeação. O Lula não virou ministro.

Um mandado de segurança pedindo o direito de Lula ser ministro foi apresentado ao STF. Nunca foi julgado.

Quando Lula decidiu anunciar sua candidatura à presidência, Moro correu com o andamento de seu processo e ele foi condenado em primeira instância.

O processo correu em velocidade surreal na segunda instância. Lula foi condenado.

Líder absoluto nas pesquisas, a justiça determinou a prisão de Lula em março de 2018.

O PT registrou a candidatura de Lula. A ONU disse que ele deveria ter o direito de se candidatar. O TSE e o STF negaram.

Todas as pesquisas apontavam que Lula venceria no 1º turno.

O mesmo STF negou repetidos pedidos de habeas corpus a Lula.

O STF também se negou a discutir a inconstitucionalidade das prisões em segunda instância. E Lula continuou preso.

Às vésperas do primeiro turno, Sérgio Moro tornou pública uma delação rejeitada pelo Ministério Público na qual Antonio Pallocci implica Lula nos escândalos de corrupção da Petrobras.

Ao Conselho Nacional de Justiça, Sérgio Moro disse que não teve a intenção de interferir no cenário eleitoral.

Sérgio Moro torna-se ministro da justiça do presidente eleito, Jair Bolsonaro.