Reitor da UFPR fala sobre fascismo

…falar que nós somos antifascistas é uma coisa que tem que fazer parte do nosso cotidiano. Eu não vejo nenhum ilegalidade nisso. Se a Justiça eleitoral, eventualmente, aqui em Curitiba, mandasse tirar, o que eu não acredito que aconteceria, porque eu confio na nossa Justiça Eleitoral do Paraná, eu não cumpriria essa decisão. E eu gostaria de ser processado e preso, eventualmente, pra colocar isso no currículo, que eu fui preso por defender alguma coisa antifascista e queria colocar no currículo de quem mandou me prender, que mandou me prender porque defendeu que eu não poderia falar contra o fascismo.

Fiz o meu mestrado na UFPR, entre 2014 e 2017. Vi a polarização anti-PT e o movimento do MBL e Revoltados Online tomarem corpo na capital paranaense. Dentro do Centro Politécnico, muita gente defendia, infelizmente, o golpe. Entretanto, a gestão da UFPR sempre se posicionou em favor da manutenção da democracia. Foi assim naquela época, quando o Reitor era o professor Zaki. Que bom que continua sendo assim, agora com o professor Ricardo.

Thiago Hansen on Twitter

Thiago Hansen on Twitter

“Entrevista do Reitor da @UFPR na Rádio Bandnews. Nas horas difíceis que atitudes corajosas revelam quem realmente defende a democracia. #PodosferaAntifascista https://t.co/nmh6XAyxIp”

Fonte: twitter.com/thiagohansen/status/1056006031367700480

Entre na discussão