Novidades do Asterisk 10 Beta 01

Tradução livre. Fonte: http://blogs.digium.com/2011/07/22/asterisk-10-beta-1/

Na sequencia do anúncio de Kevin Fleming ontem que discute as mudanças no esquema de versionamento Asterisk, gostaríamos de anunciar formalmente que o Asterisk 10,Beta 1 já está disponível para testes para a comunidade. O Asterisk 10, um lançamento Standard, será a próxima versão do Asterisk e segue o lançamento doAsterisk 1,8 LTS, um lançamento LTS. Para mais informações sobre os diferentes versões do Asterisk, confira a página Versões do Asterisk na Wiki.

Vamos falar sobre algumas de suas novas capacidades.

Um dos pontos principais do ciclo de desenvolvimento Asterisk 10 foi o suporte do Asterisk para tipos de mídia. Em versões do 1,8 Asterisk e anteriores, o Asterisk suportou um número bastante limitado de codecs devido a algumas limitações de arquitetura. O encanamento foi arrancado, cozinhas foram remodeladas, vigas foram trocadas, e o Asterisk 10 agora tem uma arquitetura de mídia que é capaz de manipular um número quase ilimitado de codecs, assim como os codecs com parâmetros mais complexos. O que isso significa para os usuários?

Em primeiro lugar, isso significa que o Asterisk agora vem com alguns codecs adicionais, incluindo a variante 32kHz do codec Speex (versões anteriores do Asterisk só suportou a 8kHz ou 16kHz), o codec SILK Superwideband do Skype, e suporte para pass-through para as variantes de 44.1kHz e 48kHz  do formato CELT.

Leitores atentos irão notar que as versões anteriores do Asterisk só eram capazes de operar em amostragens de áudio  de 8kHz e 16kHz, e que os referidos recém-suportados codecs operam em outras taxas que estes. Você está absolutamente correto. A fim de suportar esses novos codecs, o Asterisk 10 também foi equipado com suporte para uma variedade de taxas de amostragem super e ultra-wideband, os quais são suportados como tipos de formato de arquivo para reprodução de arquivos ou gravação.

Uma das melhores maneiras de mostrar a maior capacidade de mídia é com uma aplicação de conferência totalmente nova. O Asterisk 10 apresenta uma aplicação de conferência totalmente funcional chamada ConfBridge. Leitores atentos irão notar  mais uma vez que o ConfBridge foi primeiramente disponibilizado na versão 1.6 do Asterisk. Mais uma vez você está correto.

Mas, o ConfBridge de outrora só foi capaz de operar a 8kHz (ou 16kHz com uma opção em tempo de compilação). O ConfBridge de hoje (Asterisk 10), suporta uma gama completa de taxas de amostragem (8, 12, 16, 24, 32, 44,1, 48, 96 e 192 kHz) para os seus participantes – ele seleciona automaticamente a melhor taxa de amostragem com base no codec nativo de cada participante. Além disso, o ConfBridge fornece muito mais controle sobre menus interativos (customizável numa base por-DTMF e por-Caller)  por-perfis de usuários, bem como a criação de dinâmica de conferências.

Falando de exibicionismo, que melhor maneira de “mostrar” a capacidade do que com algum vídeo? O ConfBridge do Asterisk 10 fornece suporte básico de vídeoconferência. É isso mesmo, se você e seus amigos têm dispositivos SIP com capacidade de vídeo, onde todos falam a mesmo codec de vídeo e perfil, você pode criar conferências de vídeo. O vídeo executado de cada participante segue um usuário marcado; um usuário escolhido por DTMF, ou o mais útil, um usuário que está atualmente conversando.

Além da melhoria das capacidades de voz e vídeo, o Asterisk 10 pode também melhorar sua experiência de fax. O Asterisk 1.4 é capaz de fazer pass-through em T.38, onde um endpoint com suporte a T.38 pode enviar um fax diretamente para outro terminal com suporte a T.38 – geralmente um par de equipamentos SIP.  O Asterisk 1.6.x e 1.8 são capazes de terminação T.38, onde o Asterisk pode ler / escrever arquivos TIFF de / para endpoints T.38. Agora, com o Asterisk 10, a transparência entre um dispositivo não -T.38 e T.38 é possível, com o seu suporte  de Gateway T.38 (também conhecido como Relay T.38).

Então, se você tiver uma placa Digium E1 na PSTN, agora você pode transmitir um fax diretamente a partir da PSTN à um dispositivo SIP T.38 habilitado, sem o passo intermediário “terminação” da conversão TIFF, necessário em versões anteriores do Asterisk . Ou, se você tem um provedor SIP com suporte a T.38, e um segundo provedor SIP sem esse suporte de T.38, você pode mediar entre os dois, novamente, sem qualquer passo “terminação” intermediário. Isso significa muito mais rapidez e mais confiabilidade nos fax no Asterisk 10.

O que precisamos da comunidade?

Testes, Testes e mais testes.

Além destas grandes características, o Asterisk 10 apresenta uma série de outras mudanças importantes, muitas das quais estão escondidas. Todas estas mudanças significam que há, provavelmente, (definitivamente) alguns pedaços quebrados que a Digium não encontrou. Assim, para encontrá-los, precisamos de sua ajuda. Por favor, relate quaisquer problemas que encontrar para o issue tracker.

Novamente, por favor, reporte qualquer problema (bugs, etc) que você encontrar para o Issue Tracker.

Também é útil ver os relatórios de testes bem sucedidos. Por favor, poste-os para a lista de discussão asterisk-dev. Ou, se você usa IRC, então entre no canal # asterisk-teste na rede Freenode para que possamos trabalhar juntos em testar muitas partes do Asterisk.
Como sempre, agradecemos a sua participação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *